pavilhao-japones-parque-ibirapuera-sp
Conheça o Pavilhão Japonês no Parque Ibirapuera (SP)

O Japão.br reservou-me muitas surpresas, e das boas, inclusive! Voltei para Minas Gerais com diversas histórias para contar a vocês. Desta vez, vou falar sobre um espaço bem bacana, o Pavilhão Japonês localizado no famoso e pomposo Parque Ibirapuera. Além do bairro Liberdade, que permite aos turistas e moradores a sensação de estar inseridos no Japão em pleno Brasil, a cidade de São Paulo também reserva outro cantinho com cara, jeito e espírito oriental.

Tive a honra de conhecer o espaço através do evento Japão.br, que participei em junho deste ano. O Sr. Eduardo e o Claudio Kurita nos guiou por todo o pavilhão e contou todas as histórias, curiosidades e crenças do espaço, me senti na época!

Quando chegamos, logo avistamos uma linda casa com a tradicional árvore cerejeira à frente, porém sem flores por conta da estação. Olhando por fora, uma grande e encantadora casa japonesa, a edificação fora baseada no Palácio Katsura de Quioto (residência de verão da família real japonesa da época em Kyoto). O jardim e a casa como um todo carregam o nome de Pavilhão Japonês, sua definição se deu por conta da feira inaugural do parque e os pavilhões que o rodeiam.

Na parte interna da casa, existem algumas exposições que ilustram cada narrativa contada a nós naquele dia. Orientados por um guia e integrante do Bunkyio (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social), fomos recebidos com saborosos biscoitos, doces coloridos e gelatinosos, mais um belo chá que nunca fica para trás.

pavilhao-japones-parque-ibirapuera-sp

pavilhao-japones-parque-ibirapuera-sp

Além de saborear a culinária local, conhecemos alguns monumentos e tradições religiosas, como uma amostra do templo budista. Goju No Tô é uma construção do budismo que possui 5 torres, sendo que cada uma simboliza o céu, a terra, água, vento e fogo. pavilhao-japones-parque-ibirapuera-sp

Mais uma réplica religiosa que apreciamos os detalhes, foi o portátil Templo Xintoísta, dentro do qual o Deus Xintoísta é levado para a peregrinação carreado por homens, por conta das festividades da religião.

pavilhao-japones-parque-ibirapuera-sp

Diversos monumentos artísticos estão expostos no espaço, trata-se de alguns objetos e móveis que vieram juntos da migração japonesa para o país, como sinos, caixas, panelas, máscaras representativas, estatuetas, etc.

Outro local do setor interno, é o Chashitsu, uma sala onde se realizam cerimônias de chá. Um ambiente simples, com tapetes orientais, claridade e quietação.

pavilhao-japones-parque-ibirapuera-sp

Além de apreciar a vista para o jardim na passagem que o separa do Pavilhão, o salão de exposição é uma das partes que mais carrega memórias da imigração e história do Japão. Com peças originais e cópias em perfeito estado referente aos tesouros nacionais dos orientais, tem também o jardim zen e o jardim tropical, um dos mais sofisticados e encantadores do Pavilhão.

Fomos também no lago cristalino dos peixes coloridos, que fica atrás da casa. Assim como o jardim e toda história que ouvi e pude ver, as águas calmas e limpas completam a calmaria do lugar e enfeitam ainda mais o belo canto escondido no Ibirapuera. O Lago de Carpas foi construído no Pavilhão em meados dos anos 70, nesta mesma época, o espaço recebeu a doação de carpas coloridas, sendo assim, criadores de províncias do Japão, juntamente com a Associação Brasileira de Nishikigoi, tiveram a iniciativa de construir o lago que tem capacidade de 100 mil litros de água e possui hoje 320 carpas o embelezando.

Uma obra protagonizada por Sutemi Horiguchi (professor da Universidade de Meij), o Pavilhão Japonês é uma singela e simbólica maneira de frisar a aliança entre os países, Japão e Brasil. O idealizador fez questão de preservar a arquitetura japonesa em cada detalhe construído no casarão e tudo que o compõe. Denominado estilo shoin (arquitetura japonesa), a parte interna dialoga com o jardim e todo o lado externo da casa. Essa relação e sensação de casa arejada e dentro do jardim, faz parte da cultura e costumes dos japoneses quando se refere a parte arquitetônica do lar.

pavilhao-japones-parque-ibirapuera-sp

Na parte de fora, tem um monumento que homenageia todos os imigrantes japoneses que já não mais fazem parte dessa esfera terrestre. Exportados pelo navio Kasato Maru, eles chegaram no Brasil em 18 de junho de 1908.  Dizem que todo aniversário da imigração, alguns membros da comunidade japonesa visitam o local para uma festa religiosa, onde até mesmo alguns membros do governo japonês participam.

pavilhao-japones-parque-ibirapuera-sp

• Acesso: portões 7 e 8 – Av. República do Líbano, e portão 9 – Av. Pedro Álvares Cabral
• Funcionamento: quartas, sábados, domingos e feriados
• Horário: das 10h às 12h e das 13h às 17h
• Ingressos: R$ 10 (inteira) / R$ 5 (meia)/ valores de 2019
• Tel: (11) 5081-7296 e 3208-1755 ramal 124
• E-mail: pavilhao@bunkyo.org.br

Veja Também:

3 atrações diferentes para curtir a cultura japonesa em São Paulo;
Dicas de restaurantes japoneses em São Paulo;
Museu da Imigração Japonesa no bairro Liberdade/SP;
Cultura japonesa no bairro Liberdade em São Paulo

• O Diário de Turista agradece o convite para a participação na Press Trip no Japão.br. Todos os relatos aqui descritos refletem a nossa sincera opinião, sejam positivas ou negativas. 

Organização: Patrícia Takehana do blog Bagagens de Memórias e fundadora do @japao.br.

Parceiros: @instabunkyo, @museumhijb, @japanhousesp, @parqueecologicoimigrantes, @saopaulotokyo, @restaurante.samurai, @bluetreeanalia, @himawaritaiko, @japan_escola, @vempraliba, @lacoceramica, @carla.okubo e @japao.br.

Convidados: @diariodeturista_, @spdagaroa, @partiuviajarblog, @saopaulosemmesmice, @partiuviajarblog, @patriciaviaja, @dani.tur.br, @trilhamarupiara, @idasevindasblog, @viagensdecaprala, @qualquerviagem, @rodasnospes e @pormaisumcarimbo.

Obrigada a todos os parceiros que contribuíram para esse evento, foi lindo!

Planeje sua viagem aqui!

Faça suas reservas clicando nos links dos nossos parceiros, você não paga nada a mais por isso e nós ganhamos uma pequena comissão. Você garante os melhores preços, serviços e ainda ajuda o blog a continuar compartilhando dicas de viagens pelo mundo! ​Muito obrigado e boa viagem!

  • HospedagemHospedagem: Booking
  • Passagens aéreasPassagens Aéreas: Passagens Promo
  • Aluguel de carroAluguel de Carro: RentCars
  • Seguro viagemSeguro Viagem: Seguros Promo, use o cupom DIARIODETURISTA5 e receba 5% de desconto em seu seguro viagem.
  • chipChip internacional: Viaje Conectado, use o cupom DIARIODETURISTA10 e receba 10% de desconto em seu Chip.
  • Roteiro personalizadoRoteiros Personalizados: O blog Diário de Turista planeja sua viagem e elabora um roteiro exclusivo para você, saiba mais.

Deixe seu comentário:






* campos obrigatórios