pequim-china
Dicas de viagem para Pequim by Like Wanderlust

No quadro Sua Viagem leitores e blogueiros compartilham conosco relatos de sua viagem para algum destino especial. Quem escreve hoje é a Giulia Sampogna, autora do Blog Like Wanderlust, ela dá dicas e conta sobre sua viagem para Pequim.

pequim-china

Siga o Blog Like Wanderlust nas Redes Sociais: Twitter/ Facebook/ Instagram.

Era um dia nublado quando cheguei a Pequim ou como dizem os estrangeiros “Beijing”. Não podia esconder a minha empolgação, afinal estava chegando a uma cidade histórica de 3000 anos de existência, caminharia pelas ruas que tantas coisas aconteceram, além de ir conhecer um dos ícones mais famosos do mundo, a Grande Muralha da China. 

Olho de um lado a outro e me assusto com a quantidade de gente, afinal são 20 milhões de habitantes na segunda cidade mais populosa da China, tudo é imenso e lotado. Durante minha viagem pela China me sentia perdida o tempo inteiro, para onde olhava haviam símbolos e pessoas. 

Como se locomover

Apesar da barreira linguística, consegui usar todos os meios de transporte urbano sem nenhum problema. A dica de ouro é ter com você sempre o nome do lugar que está indo. Eu comprei o Lonely Planet da China no iPad e sempre andava com ele aberto para onde estava indo, quando tinha alguma dúvida mostrava o nome em chinês que aparecia no guia e me indicavam a direção. As estações de metrô são imensas e bem sinalizadas, tendo o nome da estação onde quer ir não terá nenhum problema em encontrá-la. 

Os chineses

Como em qualquer lugar do mundo há de tudo, mas vi os chineses como um povo curioso. Eles nos olhavam com curiosidade e até se arriscavam com algumas palavras. Por sorte sempre encontrávamos pessoas gentis que nos ajudavam. “E lá é sujo?” Não posso negar que é sim, jogam lixo em qualquer lugar e cospem o tempo inteiro no chão. 

Onde ficar

Pequim é tão grande que é possível encontrar qualquer tipo de acomodação que se enquadre no seu orçamento. Fiquei no Lucky Family hostel. Os quartos eram divididos em 6 camas e bem limpo. Os funcionários eram muito simpáticos e tentavam ajudar de todas as formas. Há quartos privados disponíveis. 

O que conhecer

Muralha da China

A primeira coisa que eu queria conhecer era a Muralha. Além de ser uma das 7 maravilhas do mundo ela pode ser vista da lua. A parte mais visitada é em Mutianyu, que recebe milhares de turistas todos os dias. Eu queria algo mais intimista e um casal que conhecemos nos indicou visitar a parte de Jinshanling, 7 km que ainda não passaram por tanta reforma e muitas partes ainda eram originais. Fiquei espantada com tanta beleza e o melhor de tudo foi que estava apenas eu e meu marido. Caminhamos, fizemos piquenique, curtimos a vista e cada minuto do nosso dia. Nessa parte da Muralha não há ninguém e muito menos estrutura para turista, não espere encontrar banheiro ou alguém vendendo água. A dica é levar bastante líquido e comida.

Cidade Proibida

A cidade proibida era uma cidade dentro de outra cidade, localizada no centro de Pequim. Apenas o imperador e seus empregados tinham acesso ao conjunto de prédios do palácio. Qualquer pessoa que ousasse entrar sem autorização era executado. O lugar é gigantesco mas eu fui seguindo o fluxo e conheci grande parte dos prédios, jardins secretos e museus. Reserve pelo menos umas 3 a 4 horas para sua visita. À entrada custou ¥20.

Lama Temple

Não deixe de visitar a maior estátua de Buda em um lugar fechado. É proibido tirar fotos, mas quando me chamaram atenção eu já havia tirado um monte. O templo é incrível e chineses entram o tempo inteiro para fazer seus rituais budistas. 

Nanluogu Xiang

Nessa rua você encontrará de tudo, roupas, sapatos, chapéus, comida, artesanato. Vale a pena caminhar e curtir-la do início ao fim. Não deixe de provar o churros com creme, delicioso. 

Palácio de Verão

Passeie pelo imenso complexo que é o Palácio de Verão, explore os jardins, caminhe em volta do lago e conheça a cidade na beirada do rio. Reserve umas horas para conhecer o lugar inteiro. 

Temple of Heaven

Construído em 1420, o Templo do Céu era onde os imperadores pediam intercessão para as colheitas na primavera. Esse templo é uma representação da cidade de Pequim e Patrimônio Mundial da Unesco. O parque ao seu redor apenas complementa a sua visita, aproveite a natureza é muito verde. Ótima forma de escapar do barulho da cidade grande.

Bairro 798

Imagine um museu de arte moderna a céu aberto? Demais né?! Mas nesse caso, é um bairro inteiro apenas dedicado à arte, são diversas galerias, lojas e esculturas espalhadas em cada rua do bairro 798. Um dos passeios mais legais. Antes de ir confira os melhores dias e horário de visita. 

Amei visitar Pequim, mergulhar em sua história e cultura foi inesquecível. É uma cidade que merece ser conhecida e vivida de forma intensa. 

pequim-chinapequim-chinapequim-chinapequim-chinapequim-chinapequim-chinapequim-chinapequim-china

Muito Obrigado Giulia por compartilhar conosco suas dicas.

*Todo o conteúdo desse post é de autoria e inteira responsabilidade do Blog Like Wanderlust by Giulia Sampogna!

Deixe seu comentário:





* campos obrigatórios